sexta-feira, 19 de maio de 2017

Próximo Filme


25 Maio
Ama-San
de Cláudia Varejão

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Programação Maio 2017

4 Maio
T2: Trainspotting
de Danny Boyle

T2: Trainspotting de Danny Boyle


11 Maio
Aquarius
de Kleber Mendonça Filho

Aquarius de Kleber Mendonça Filho


18 Maio
A Criada
de Park Chan-wook

A Criada de Park Chan-wook

25 Maio
Ama-San
de Cláudia Varejão

Ama-San de Cláudia Varejão

25 Maio de 2017

Quinta-feira - Sessão #1358
21h45 Cine-Teatro Garrett
Ama-san (2016) de Cláudia Varejão

Ama-san (2016)
de Cláudia Varejão
com Matsumi KoisoMayumi Mitsuhashi, Masumi Shibahara
103 min, POR/JAP
M/12, Documentário
Vencedor do Prémio de Melhor Filme da Competição Portuguesa no Doclisboa 2016
crítica: Público [LMO]DNÀ PALA DE WALSHC7NEMA
Menção honrosa no Festival Karlovy Vary Film Festival '16, Prémio Especial pela Fundação BELLONA, Melhor Filme na Competição Extra Muros do festival Pravo Ljudski 2016, Prémio Teenage do Porto/Post/Doc 2016, Melhor Filme no festival Play-Doc 2017.

Ama-san (2016) de Cláudia Varejão


sinpose:
Em terras japonesas, uma "ama", que significa literalmente "pessoa do mar", é uma mergulhadora que se dedica à recolha de abalones, algas, pérolas e outros tesouros marinhos. Esta prática ancestral leva mulheres de várias idades a mergulhar no mar em apneia, sempre sem ajuda de botijas de oxigénio, conseguindo manter-se com a respiração suspensa até dois a três minutos. Após a submersão, cada uma delas regressa a casa, onde prossegue o seu dia-a-dia, tal como qualquer outra mulher da vila. Apesar de bastante perigosa, esta actividade assegura-lhes a sua subsistência e das suas famílias, dando-lhes alguma independência financeira e tornando-as parte de uma estrutura familiar semimatriarcal, incomum na cultura japonesa de outros tempos.

Este documentário, assinado por Cláudia Varejão ("No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos"), acompanha Matsumi, Mayumi e Masumi, três mulheres ama de gerações distintas a viver numa pequena vila piscatória japonesa. Estreado no Festival Visions du Réel (Paris), "Ama-San" ganhou o prémio de Melhor Filme da Competição Portuguesa no Doclisboa 2016. [ PÚBLICO ]


18 Maio de 2017

Quinta-feira - Sessão #1357
21h45 Cine-Teatro Garrett
A Criada - Ah-ga-ssi (2016) de Park Chan-wook

A Criada Ah-ga-ssi (2016)
de Park Chan-wook
com Ha Jung-wooKim Min-hee
144 min, Coreia do Sul
M/18, Drama, Thriller, Romance
crítica: Sight and SoundNYTimesSlantPúblico [JM]DNÀ PALA DE WALSH

A Criada - Ah-ga-ssi (2016) de Park Chan-wook

sinopse:
Década de 1930. A Coreia encontra-se subjugada ao Japão. Sook-Hee é contratada como empregada de Hideko, uma jovem órfã japonesa que é a única herdeira de uma grande fortuna. Desde a tragédia da morte dos mais que tem como tutor Kouzuki, um tio autoritário e dominador. Mas Sook-Hee não está ali por acaso. Ela é aliada de Fujiwara, um vigarista que tem um plano malicioso: conquistar o coração de Hideko, casar-se com ela e colocá-la num hospício. Mas tudo muda quando uma amizade inesperada surge entre as duas raparigas, que rapidamente se transforma em algo mais…
Um "thriller" erótico, realizado pelo sul-coreano Park Chan-wook ("Oldboy - Velho Amigo", "Vingança Planeada", "Thirst - Este É o Meu Sangue..."), que se baseia no romance "Fingersmith", da britância Sarah Waters. O elenco inclui Kim Min-hee, Kim Tae-ri, Ha Jung-woo e Cho Jin-woong. [ PÚBLICO ]




11 Maio de 2017

Quinta-feira - Sessão #1356
21h45 Cine-Teatro Garrett

Aquarius (2016)
de Kleber Mendonça Filho
com Sonia BragaMaeve JinkingsIrandhir Santos
142 min, BRA/FRA
M/16, Drama
crítica: Sight and SoundNYTimesSlantPúblico [VC]DNÀ PALA DE WALSH


sinopse:
Clara é uma sexagenária viúva que vive no edifício Aquarius, situado na zona nobre da Avenida Boa Viagem, no Recife (Brasil). Foi ali que partilhou a vida com o marido, viu crescer os seus três filhos e passou a época mais marcante da sua existência. Com o intuito de construir um condomínio mais moderno naquele mesmo lugar, a Construtora Bonfim conseguiu adquirir todos os apartamentos do prédio, excepto o dela. E, por mais que Clara afirme que não existe preço que a faça vender o seu, acaba por se ver constantemente pressionada a mudar de ideias. Até que, cansada de ser atormentada, resolve retaliar…
Estreado na 69.ª edição do Festival de Cinema de Cannes, onde concorreu à Palma de Ouro, um filme dramático com realização e argumento de Kleber Mendonça Filho ("O Som ao Redor") e co-produção de Walter Salles (realizador de "Central do Brasil", "Abril Despedaçado", "Diários de Che Guevara", "Linha de Passe" ou "Pela Estrada Fora"). O elenco inclui Sônia Braga, Humberto Carrão, Maeve Jinkings e Irandhir Santos. [ PÚBLICO ]





4 Maio de 2017

Quinta-feira - Sessão #1355
21h45 Cine-Teatro Garrett

T2: Trainspotting (2017) de Danny Boyle

T2: Trainspotting (2017)
de Danny Boyle
com Kelly MacdonaldEwan McGregorRobert CarlyleJonny Lee MillerEwen Bremner
117 min, GB
M/16, Drama
crítica: Sight and SoundNYTimesSlantPúblico [JM]DN

T2: Trainspotting (2017) de Danny Boyle

sinopse:
Depois de 20 anos de ausência, Mark Renton regressa a Edimburgo (Escócia), a cidade onde passou a infância e juventude. Livre das drogas, hoje é um homem novo, com um emprego estável em Amsterdão (Holanda) e um futuro promissor. Os amigos com quem cresceu, pelo contrário, não tiveram a mesma sorte: Sick Boy tenta manter um negócio ao mesmo tempo que se dedica ao tráfico de canábis; Begbie cumpre 25 anos de prisão; e Spud, com a vida totalmente destruída, continua dependente da heroína. Agora, as suas existências seguem uma premissa bastante diferente de outrora: "Escolhe a vida. Escolhe o Facebook, o Twitter, o Instagram e fica à espera que alguém num sítio qualquer se importe. Escolhe ir à procura de paixões antigas e desejar que tivesses feito tudo de maneira diferente. E escolhe ver a história a repetir-se. Escolhe um iPhone feito na China por uma operária que saltou do telhado. Escolhe um contrato de zero horas e duas horas de viagem para o trabalho. E escolhe o mesmo para os teus filhos, só que pior, e apaga a dor com uma dose desconhecida de uma droga desconhecida improvisada numa cozinha qualquer. Escolhe a desilusão."

Em 1996, Danny Boyle realizou "Trainspotting", um filme baseado na aclamada primeira obra de Irvine Welsh que, apesar da controvérsia, se transformou numa obra cinematográfica de culto. À época, a banda sonora – com Lou Reed, David Bowie, Brian Eno, Iggy Pop, Blur, Primal Scream e muitos outros – teve quase tanto êxito como o filme. Agora, o realizador regressa com a segunda parte da história. Ewan McGregor, Ewen Bremner, Jonny Lee Miller, Robert Carlyle e Kelly Macdonald voltam a dar vida aos seus personagens. [ PÚBLICO ]



quarta-feira, 26 de abril de 2017

Próximo Filme

A Toca do Lobo de Catarina Mourão

27 Abril
A Toca do Lobo
de Catarina Mourão

com a presença da realizadora.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Programação Abril 2017

6 Abril
Toni Erdmann
de Maren Ade



7 Abril (Sessão Especial)
Paula Rego, Histórias e Segredos
de Nick Willing


+

Hompesch Chez Moi
de Sara Marques




13 Abril
O Primeiro Encontro
de Denis Velleneuve



20 Abril
Mulheres do Século XX
de Mike Mills



27 Abril
A Toca do Lobo
de Catarina Mourão


27 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1354
21h45 Cine-Teatro Garrett

A Toca do Lobo (2015) de Catarina Mourão

A Toca do Lobo (2015)
de Catarina Mourão 
102 min, Portugal
Documentário, M/12
vencedor Prémio do Público Indielisboa 2015
crítica: Público [JM], Público [LMO], DN, ÀPaladeWalsh

A Toca do Lobo (2015) de Catarina Mourão

sinopse:
O escritor Tomaz Xavier de Azevedo Cardoso de Figueiredo nasce em Braga, a 6 de Julho de 1902. Pouco depois, a família muda-se para a Casa de Casares, construída pelo seu avô materno em Arcos de Valdevez. Aos 12 anos vai para o Colégio dos Jesuítas, em La Guardia (Galiza, Espanha) e, em 1920, ingressa no Curso de Ciências Jurídicas, em Coimbra. Em 1930, já casado, vai para Tarouca como notário. Mais tarde passa pela Nazaré, Ponte da Barca e Estarreja. Durante a década de 1950, é-lhe diagnosticada doença psiquiátrica, que o obriga a internamento hospitalar. O seu romance "A Toca do Lobo", Prémio Eça de Queiroz em 1948, em que o escritor revive a sua infância e juventude, dá nome a este filme realizado por Catarina Mourão ("Desassossego", "À Flor da Pele", "Pelas Sombras"), sua neta. O que começou como um projecto de doutoramento na Universidade de Edimburgo (Escócia) transformou-se num documentário transgeracional sobre a sua própria família. O momento decisivo para a sua realização aconteceu com a descoberta de um programa de televisão nos arquivos da RTP sobre Tomaz de Figueiredo, que ela nunca conheceu mas que parece falar-lhe directamente. "Aí foi o momento em que eu disse: este filme tem de ser sobre o meu avô. Porque senti que, de uma forma quase fantasmagórica, ele me estava a convocar para fazer este filme. Na história, narrada na primeira pessoa pela realizadora, "passado, presente e futuro estão todos juntos ali como se fossem um só", resume. [ PÚBLICO ]

20 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1353
21h45 Cine-Teatro Garrett

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016) de Mike Mills

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016)
de Mike Mills
com Annette Bening, Elle Fanning, Greta Gerwig
118 min, EUA
M/12, Comédia Dramática
nomeado para Oscar Melhor Argumento
nomeado para Globo de Ouro de Melhor Actriz
crítica: Sight and Sound, NYTimes, SlantPúblico [JM], DN

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016) de Mike Mills

sinopse:
EUA, finais da década de 1970. Dorothea Fields é uma mãe solteira de 55 anos que se esforça por educar Jamie, o filho de 15 anos, numa altura de grandes mudanças sociais e culturais. Apesar das dificuldades, terá a ajuda de duas mulheres muito diferentes de si mas com quem acaba por criar fortes laços de amizade: Abbie, uma artista punk que arrenda um quarto em sua casa; e Julie, uma adolescente inteligente e provocadora que vê o mundo de uma forma muito especial. As três vão ajudar Jamie a crescer, mostrando a sua visão sobre as mulheres, os relacionamentos ou a vida em si mesma. Escrita e realizada por Mike Mills, e candidata ao Óscar de Melhor Argumento Original, uma comédia dramática sobre o sentido da existência que se inspira na vida da própria mãe do realizador – da mesma forma que "Assim É o Amor" (2010), o seu filme anterior, se inspirara na do pai. O elenco conta com a participação de Elle Fanning, Greta Gerwig, Lucas Jade Zumann, Billy Crudup e Annette Bening que, com esta interpretação, foi nomeada para o Globo de Ouro de Melhor Actriz num Musical ou Comédia. [ PÚBLICO ]

13 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1352
21h45 Cine-Teatro Garrett

O Primeiro Encontro - Arrival (2016) de Denis Villeneuve

O Primeiro Encontro - Arrival (2016)
de Denis Villeneuve
com Amy Adams, Jeremy Renner, Michael Stuhlbarg, Forest Whitaker
116 min., EUA
M/14, Drama, Ficção Científica
nomeado para 8 Oscares
selecção oficial Festival Veneza
crítica: Sight and Sound, NYTimes, Slant, Público [JM], DN, ÀPaladeWalsh

O Primeiro Encontro - Arrival (2016) de Denis Villeneuve

sinopse:
A Terra é invadida por uma espécie extraterrestre. Enormes naves espaciais fixam-se em vários pontos do globo. Sem saber o que esperar, cientistas, governantes e pessoas comuns estão de respiração suspensa. Pode estar iminente uma guerra de proporções nunca vistas. Uma equipa de especialistas quer, antes de qualquer tomada de posição, compreender as verdadeiras motivações dos alienígenas. É então que Louise Banks, uma das mais conceituadas linguistas do mundo, é chamada a tentar uma abordagem amistosa com os invasores. Talvez ela, com a ajuda do matemático Ian Donnelly e do Coronel GT Weber, consiga encontrar uma linguagem que possa ser descodificada por ambas as espécies, criando uma ponte de compreensão mútua. Mas o risco de fracassar é elevadíssimo e pode colocar em causa a extinção da raça humana… Baseado num conto de Ted Chiang, um filme de ficção científica com realização de Denis Villeneuve ("Raptadas", "O Homem Duplicado", "Sicário - Infiltrado") e argumento de Eric Heisserer. "O Primeiro Encontro" conta com os actores Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker, Michael Stuhlbarg e Tzi Ma. [ PÚBLICO ]

sexta-feira, 31 de março de 2017

7 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1351
21h45 Cine-Teatro Garrett

Paula Rego, Histórias e Segredos (2016) de Nick Willing (90min.)
+
Hompesch Chez Moi (2016) de Sara Marques (35min.)


Paula Rego, Histórias e Segredos (2016)
de Nick Willing
90 min, Reino Unido
documentário
imprensa: Jornal Notícias, Sábado, Observador



“Paula Rego, Histórias e Segredos” - Filme sobre Paula Rego realizado pelo cineasta Nick Willing, filho da artista plástica, no qual se revela pela primeira vez histórias e segredos da sua vida excepcional, uma vida de luta contra o fascismo, um mundo da arte misógino e a depressão. 
O filme terá estreia nos cinemas a 6 de Abril com um conjunto de iniciativas de homenagem a uma das grandes artistas portuguesas contemporâneas.

sinopse:
Conhecida por ser muito ciosa da sua privacidade, Paula Rego revela-se pela primeira vez neste filme, surpreendendo o seu filho, o cineasta Nick Willing, com histórias e segredos da sua vida excepcional, uma vida de luta contra o fascismo, um mundo da arte misógino e a depressão. Nascida em Portugal, um país sobre o qual o pai lhe disse que não era bom para as mulheres, Rego usou as suas imagens poderosas como uma arma contra a ditadura antes de se estabelecer em Londres, onde continuou a abordar questões sobre a situação da mulher como o direito ao aborto. Mas, acima de tudo, as suas pinturas são um vislumbre críptico sobre um mundo íntimo de tragédia pessoal, fantasias perversas e verdades constrangedoras. Nick Willing combina um grande arquivo de filmes caseiros e fotografias de família com entrevistas que percorrem 60 anos de vida e imagens de Rego a trabalhar no seu estúdio. E o resultado é um poderoso retrato pessoal da vida e obra de uma artista cujo legado vai sobreviver ao tempo, ilustrado visualmente em pastel, carvão e tinta a óleo.



+

Hompesch Chez Moi (2016)
de Sara Marques
35 minutos, Portugal
https://www.facebook.com/hompeschchezmoi

Hompesch Chez Moi (2016) de Sara Marques

Filme realizado no âmbito do mestrado de Comunicação Audiovisual da ESMAE por Sara Marques, foi um dos selecionados para os Prémio Sophia Estudante, na categoria documentário, onde ficou classificado em 2º lugar, na 3ª edição do prémio.

sinopse:
Daniel Hompesch, pintor belga, a residir em Portugal há mais de 20 anos, recebeu, em 2015, a notícia de um cancro incurável. A sua rotina sofreu alterações, nomeadamente o lado artístico. Com consequências a nível físico, o cancro fez com que a criação das suas obras demorasse mais tempo. No entanto, a relação amorosa que mantém com a sua companheira atual, mãe da realizadora deste filme, é o apoio que necessita para ultrapassar os piores momentos.

6 Abril de 2017

Quinta-feira - Sessão #1351
21h45 Cine-Teatro Garrett

Toni Erdmann (2016) de Maren Ade

Toni Erdmann (2016)
de Maren Ade
com Peter Simonischek, Sandra Hüller, Michael Wittenborn, Thomas Loibl
162 min, Alemanha/Aústria
M/12, Drama, Comédia
nomeado para Óscar Melhor Filme Estrangeiro
selecção Oficial Festival Cannes
crítica: Sight and Sound, NYTimes, SlantPúblico [JM], Público [LMO], Público [VC], DN, ÀPaladeWalsh

Toni Erdmann (2016) de Maren Ade

sinopse:
Já na casa dos 60, Winfried Conrad é um antigo professor de música conhecido pelo riso fácil e pelo gosto pela vida. A sua forma desprendida e um pouco irresponsável é uma das razões pelas quais se tornou distante de Ines, a sua extraordinariamente bem-sucedida filha. Ao contrário do progenitor, ela é sisuda, controlada e muito dedicada à carreira. Um dia, consciente do afastamento entre ambos, ele resolve fazer-lhe uma visita surpresa em Bucareste (Roménia), a cidade onde ela trabalha há já alguns anos. O encontro revela-se um fracasso e eles acabam por se distanciar ainda mais. Até que, algum tempo depois, ele regressa, desta vez vestindo a pele de Toni Erdmann, um "alter ego" inventado por si que, ao infernizar a vida da filha contando mentiras a todos os seus contactos, lhe vai mostrar o que verdadeiramente importa para ser feliz… Terceira longa-metragem da realizadora alemã Maren Ade ("The Forest for the Trees" e "Todos os Outros"), uma comédia dramática protagonizado por Peter Simonischek e Sandra Hüller. Estreado no Festival de Cinema de Cannes, onde lhe foi atribuído o prémio Fipresci (pela Federação Internacional dos Críticos de Cinema), foi também vencedor do Prémio Lux de Cinema do Parlamento Europeu e obteve cinco galardões nos Prémios do Cinema Europeu (melhor filme, realização, argumentista, actor e actriz). Nomeado para Melhor Filme Estrangeiro nos Globos de Ouro, "Toni Erdmann" concorre também aos Óscares na mesma categoria. [ PÚBLICO ]

quarta-feira, 1 de março de 2017

Programação Março 2017

2 Março
Manchester by the Sea
de Kenneth Lonergan

Manchester by the Sea de Kenneth Lonergan

9 Março
O Vendedor
de Asghar Farhadi

O Vendedor de Asghar Farhadi

16 Março (18h30 e 21h45)
Moonlight
de Barry Jenkins

Moonlight de Barry Jenkins

23 Março
A Morte de Luís XIV
de Albert Serra

A Morte de Luís XIV de Albert Serra

30 Março (18h30 e 21h45)
La La Land - Melodia de Amor
de Damien Chazelle

La La Land - Melodia de Amor de Damien Chazelle


terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

30 Março de 2017

Quinta-feira - Sessão #1350
18h30 e 21h45 Cine-Teatro Garrett

La La Land: Melodia de Amor - La La Land (2016)
de Damien Chazelle
com Ryan Gosling, Emma Stone, Rosemarie DeWitt, J.K. Simmons,
128 min, EUA
Comédia, Musical, M/12
Vencedor de 6 Óscares, incluindo Melhor Realizador e Actriz
Vencedor de 7 Globos de Ouro
crítica: NY timesSLANT MAG, À Pala de WalshTelegraphPÚBLICO (JM)PÚBLICO (LMO)

La La Land: Melodia de Amor - La La Land (2016) de Damien Chazelle

sinopse:
Los Angeles, EUA. Mia (Emma Stone) tem um sonho: singrar em Hollywood e tornar-se uma estrela de cinema mundialmente conhecida. Ao mesmo tempo que insiste em mostrar o seu talento nos vários "castings" onde, por infortúnio, nunca é seleccionada, vai sobrevivendo à custa de um pequeno ordenado de empregada de mesa. Sebastian (Ryan Gosling), por seu lado, é um pianista prodigioso mas pouco valorizado que ambiciona ter o seu próprio bar, onde possa dar largas à paixão pelo jazz. Um dia, sem que o esperassem, os seus destinos cruzam-se e eles apaixonam-se perdidamente. Apesar do amor sincero e do esforço por incentivar os sonhos um do outro, aquela é uma cidade estranha, onde a competição e a busca individual pela fama geram inevitáveis obstáculos aos relacionamentos. Com argumento e realização de Damien Chazelle – realizador do oscarizado "Whiplash - Nos Limites" –, "La La Land" transformou-se na maior vitória de sempre na cerimónia da Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood ao arrecadar os sete Globos de Ouro para que tinha sido nomeado: Melhor Filme de Comédia ou Musical, Melhor Actriz de Comédia ou Musical (Stone), Melhor Actor de Comédia ou Musical (Gosling), Melhor Realizador (Chazelle), Melhor Argumento, Melhor Banda Sonora e Melhor Canção Original. Para além de Stone e Gosling como protagonistas, o elenco conta com J.K. Simmons, Rosemarie DeWitt, Thom Shelton e ainda com a participação especial do músico John Legend. [ PÚBLICO ]

23 Março de 2017

Quinta-feira - Sessão #1349
21h45 Cine-Teatro Garrett
A Morte de Luís XIV
de Albert Serra
com Jean-Pierre LéaudPatrick d'AssumçaoVicenç AltaióJosé WallensteinFilipe Duarte
115 min, POR/ESP/FRA
Drama, Histórico, Biografia, M/12
Homenageado com a Palma de Honra na edição de 2016 do Festival de Cinema de Cannes
crítica: PÚBLICO (LMO)PÚBLICO (JM)The Hollywood ReporterCinema Scope MagSight and SoundÀ Pala de Walsh.

A Morte de Luís XIV de Albert Serra

sinopse:
Em Agosto de 1715, Luís XIV – o rei absolutista de França e Navarra, também conhecido como rei-Sol – começa a sentir fortes dores numa perna. Apesar de continuar a exercer as funções de governante, o seu estado de saúde agrava-se rapidamente. Cada dia mais fraco, vê-se rodeado por médicos, que se esforçam por encontrar um meio de o curar, assim como vários membros da corte. Porém, a 1 de Setembro desse mesmo ano, depois de semanas agonizantes devido ao desenvolvimento de gangrena, acaba por morrer. Termina assim um reinado de 72 anos, um dos mais longos da história europeia. Com a morte do rei-Sol, é Luís XV, o bisneto de apenas cinco anos (que mais tarde viria a merecer o cognome de Bem-Amado), quem herda a coroa francesa.
Assinado pelo realizador catalão Albert Serra ("Honra de Cavalaria", "O Canto dos Pássaros", "História da Minha Morte"), este filme é uma co-produção entre Portugal, França e Alemanha. Com Jean-Pierre Léaud como protagonista (homenageado com a Palma de Honra na edição de 2016 do Festival de Cinema de Cannes, onde "A Morte de Luís XIV" foi apresentado numa sessão especial), conta ainda com a participação de Patrick d'Assumçao, Marc Susini, Bernard Belin, Vicenç Altaió e Irène Silvagni, entre outros. [ PÚBLICO ]

16 Março de 2017

Quinta-feira - Sessão #1348
18h30 e 21h45 Cine-Teatro Garrett

Moonlight (2016)
de Barry Jenkins
com Mahershala Ali, Shariff Earp, Duan Sanderson
111 min, EUA
Drama, M/16
Vencedor Oscar Melhor Filme, Melhor Argumento Adaptado, Melhor Actor Secundário
Vencedor do Globo de Ouro para melhor Filme Dramático e nomeado para 8 Óscares.
crítica: NY timesSLANT MAG, The GuardianPúblico (LMO)Cinema Metropolis

   Moonlight (2016) de Barry Jenkins

sinopse:
Oriundo de uma família afro-americana de escassos meios financeiros, Chiron esforça-se por resistir aos maus-tratos da mãe e à constante perseguição das crianças do bairro pobre onde nasceu. Mas, apesar de todas as dificuldades que se vê obrigado a enfrentar, ainda vai encontrando rostos amáveis que lhe ensinarão o amor e o ajudarão a escapar a um destino de criminalidade quase inevitável.
Vencedor do Globo de Ouro para Melhor Filme Dramático e nomeado para oito Óscares, um filme sobre identidade e descoberta, com assinatura de Barry Jenkins. O argumento inspira-se na peça "In Moonlight Black Boys Look Blue", da autoria de Tarell Alvin McCraney. Trevante Rhodes, André Holland, Janelle Monáe, Ashton Sanders, Jharrel Jerome, Naomie Harris e Mahershala Ali dão vida às personagens. [ PÚBLICO ]

9 Março de 2017

Quinta-feira - Sessão #1347
21h45 Cine-Teatro Garrett


O Vendedor (2016)
de Asghar Farhadi
com Shahab Hosseini, Taraneh Alidoosti, Babak Karimi
125 min, Irão/FRA
Drama, Thriller, M/12
Vencedor do Óscar de melhor filme estrangeiro. Vencedor de 2 prémios em Cannes: o de melhor argumento, para o próprio realizador, e o de melhor actor para Shahab Hosseini.
crítica: Sight and SoundNY timesSLANT MAG, À Pala de Walsh

O Vendedor (2016) de Asghar Farhadi

sinopse:
"O Vendedor" gira à volta de um casal de actores que são protagonistas de uma produção local da emblemática peça "A Morte de um Caixeiro Viajante", escrita por Arthur Miller em 1949 e premiada com o Pulitzer. A sua vida íntima é virada do avesso quando se mudam para uma casa que terá pertencido a uma prostituta. [ PÚBLICO ]


sábado, 25 de fevereiro de 2017

2 Março de 2017

Quinta-feira - Sessão #1346
21h45 Cine-Teatro Garrett

Manchester by the Sea (2016) de Kenneth Lonergan

Manchester by the Sea (2016)
de Kenneth Lonergan
com Casey Affleck, Michelle Williams, Kyle Chandler
137 min, EUA
Drama, M/14
Vencedor dos Óscares de melhor ator (Casey Affleck) e melhor argumento original (Kenneth Lonergan).
crítica: Sight and Sound, NY Times, Slant, Público [LMO], Público [JM], ÀPaladeWalsh

Manchester by the Sea (2016) de Kenneth Lonergan

sinopse:
Lee Chandler, um encarregado de limpeza, tenta lidar com a morte do irmão após um ataque cardíaco e cuidar do seu sobrinho. Para isso, vai para Manchester-by-the-Sea, a pequena cidade do Massachusetts que dá nome ao filme. Com Casey Affleck (irmão de Ben) à frente de um elenco do qual também constam nomes como Michelle Williams, Kyle Chandler, Lucas Hedges e Gretchen Mol, é um dos filmes mais falados de 2016 e um favorito ao Óscar. Foi escrito e realizado por Kenneth Lonergan, um nova-iorquino que começou como dramaturgo e escreveu os guiões de "Uma Questão de Nervos" e "Gangs de Nova Iorque". Estreou-se na realização em 2000 com "Podes Contar Comigo", tendo tido uma não muito produtiva carreira nesta faceta desde então. "Manchester by the Sea" é apenas o seu terceiro filme, sendo o sucessor de "Margaret", que depois de muitas atribulações saiu em 2011. [ PÚBLICO ]

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Próximo Filme

Tocata e Fuga - Os Dias de Mário Cláudio (2016) de  Jorge Campos

23 Fevereiro
Tocata e Fuga - Os Dias de Mário Cláudio (2016)
de  Jorge Campos

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Próximo Filme

O Exame - Bacalaureat (2016) de Cristian Mungiu

16 Fevereiro
O Exame - Bacalaureat (2016)
de Cristian Mungiu

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Próximo Filme

Fogo no Mar - Fuocoammare (2016) de Gianfranco Rosi

9 Fevereiro
Fogo no Mar - Fuocoammare (2016)
de Gianfranco Rosi

domingo, 29 de janeiro de 2017

Convocatória - Assembleia Geral

Póvoa de Varzim, quinta-feira, 26 de Janeiro de 2017

Estão convocados todos os associados do Octopus - Grupo de Investigação Científica e de Animação Cultural, a reunirem-se em Assembleia Geral Ordinária, pelas 17 horas do próximo dia 4 de Fevereiro, Sábado, na sede do Clube Naval Povoense, sita na Rua da Ponte, nº 2, na cidade da Póvoa de Varzim, com a seguinte

ORDEM DE TRABALHOS

Ponto 1.º - Leitura e Votação da Acta da Assembleia Geral Ordinária anterior;

Ponto 2.° - Apresentação, Análise e Votação do Relatório de Contas da Direcção;

Ponto 3.º - Eleição dos novos corpos gerentes: Direcção, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal, para o mandato de 2017;

Ponto 4.º - Discussão de outros assuntos de interesse para a Associação.

Se à hora marcada não estiverem presentes o número suficiente de associados para a Assembleia Geral se realizar, esta funcionará em segunda convocatória, meia hora depois, com qualquer número de associados e com a mesma ordem de trabalhos.

Sem outro assunto de momento, com os melhores cumprimentos

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
Hilário Amorim

Próximo Filme

http://cineclubeoctopus.blogspot.pt/2017/01/2-fevereiro-de-2017.html

2 Fevereiro
Eu, Daniel Blake - I, Daniel Blake (2016)
de Ken Loach

Programação Fevereiro 2017

2 Fevereiro
Eu, Daniel Blake - I, Daniel Blake (2016)
de Ken Loach

Eu, Daniel Blake - I, Daniel Blake (2016) de Ken Loac

9 Fevereiro
Fogo no Mar - Fuocoammare (2016)
de Gianfranco Rosi

Fogo no Mar - Fuocoammare (2016) de Gianfranco Rosi

16 Fevereiro
O Exame - Bacalaureat (2016)
de Cristian Mungiu

O Exame - Bacalaureat (2016) de Cristian Mungiu

23 Fevereiro
Tocata e Fuga - Os Dias de Mário Cláudio (2016)
de  Jorge Campos

Tocata e Fuga - Os Dias de Mário Cláudio (2016) de  Jorge Campos