sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Programação Março 2014

6 Março
Gravidade - Gravity (2013)
de Alfonso Cuarón

Gravidade - Gravity (2013)

13 Março
Frances Ha (2012)
de Noah Baumbach

Frances Ha (2012)

20 Março
Histórias Que Contamos - Stories We Tell (2012)
de Sarah Polley

Histórias Que Contamos - Stories We Tell (2012)

27 Março
A Golpada - The Sting (1973)
de George Roy Hill

A Golpada - The Sting (1973)

27 Março de 2014

Quinta-feira - Sessão #1224
21h45 Auditório Municipal

A Golpada - The Sting

A Golpada - The Sting (1973)
de George Roy Hill
com Paul Newman, Robert Redford
129 min, EUA
vencedor 7 Oscares, incluindo Melhor Filme, Realizador, Argumento, Montagem
Drama/Comédia, M/12
crítica: RogerEbert,

http://www.imdb.com/title/tt0070735/

sinopse:
Vencedor de sete Óscares da Academia (1974), incluindo o de Melhor Filme, A Golpada é um dos filmes mais aclamados de sempre pelo público e pela crítica. Passada nos anos trinta, esta intricada comédia, dá-nos um precioso retrato das tentativas de vingança de dois vigaristas, um de pouca monta (Robert Redford) e um veterano (Paul Newman), perante um líder criminoso (Robert Shaw) responsável pela morte de um dos seus parceiros. A Golpada contra o inimigo torna-a na mais espectacular armadilha da história do cinema, arrematada por um surpreendente desfecho! Uma obra simplesmente imperdível realizada por George Roy Hill a partir do argumento de David S. Ward. [ cinema.sapo.pt ]

20 Março de 2014

Quinta-feira - Sessão #1223
21h45 Auditório Municipal

Stories We Tell

Histórias Que Contamos - Stories We Tell (2012)
de Sarah Polley
com John Buchan, Joanna Polley, Mark Polley
Documentário, M/12
108 min, EUA
crítica: RogerEbert, NY Times, Slant, Público

Stories We Tell

sinopse:
A família de Sarah Polley, tal como todas as famílias, é tudo menos simples. Quando é revelado um grande segredo que a envolve directamente, ela é já conhecida pelo seu trabalho como actriz e realizadora. Agora, decidida a compreender a “verdade” e conhecer mais profundamente a sua falecida mãe, Polley decide questionar as pessoas mais próximas e fazer um documentário onde todos reflectem sobre o seu passado. Assim, tentando decifrar as incoerências e os pontos comuns, a realizadora demonstra como cada história que contamos nunca deixa de ser, essencialmente, um ponto de vista particular. Um documentário revelador e intimista sobre o amor e a verdade da memória, que conta com argumento e realização da actriz-realizadora canadiana Sarah Polley (“Longe Dela”) e narração de Michael Polley, o marido da sua falecida mãe. [ Público ]

13 Março de 2014

Quinta-feira - Sessão #1222
21h45 Auditório Municipal

Frances Ha

Frances Ha (2012)
de Noah Baumbach
com  Greta Gerwig, Mickey Sumner, Adam Driver
86 min, EUA
Drama, Comédia
nomeado para Globo de Ouro 2014 para Melhor Actriz
nomeado para Independent Spirit Awards 2014 - Melhor Filme
crítica: NY Times, EyeforFilm, Slant, Público, ÀPaladeWalsh

Frances Ha

sinopse:
Aos 27 anos, Frances chega a Nova Iorque absolutamente determinada a realizar o seu sonho mais antigo: tornar-se bailarina numa importante companhia de dança. Ao mesmo tempo que se vai esforçando por ser feliz no dia-a-dia e aproveitar os detalhes mais doces da sua vida, ela vai provando a si mesma que, apesar das dificuldades, será capaz de atingir tudo aquilo a que se propuser. E é assim, completamente convicta de cada um dos seus passos, que vai aprender a conquistar o mundo... Com realização de Noah Baumbach ("A Lula e a Baleia", "Margot e o Casamento", "Greenberg"), que escreve o argumento em parceria com Greta Gerwig, também protagonista do filme, uma história sobre sonhos e expectativas de uma jovem que se recusa a perder o optimismo ou a crença na Humanidade. [ Público ]

6 Março de 2014

Quinta-feira - Sessão #1221
21h45 Auditório Municipal

Gravidade - Gravity (2013)

Gravidade - Gravity (2013)
de Alfonso Cuarón
com Sandra Bullock, George Clooney, Ed Harris
91 min, EUA
Drama/Ficção Científica, M/12
nomeado para 10 Oscares 2014, incluindo Melhor Filme, Realizador, Actriz, Argumento e Fotografia
vencedor Globo de Ouro para Melhor Realizador
vencedor 6 prémios BAFTA
crítica: NY Times, Sight and Sound, EyeForFilm, Slant, Público, ÀPaladeWalsh

Gravidade - Gravity (2013)

sinopse:
Numa importante missão espacial a bordo da nave Explorer, a inexperiente Dr.ª Ryan Stone e o veterano Matt Kowalski são surpreendidos com uma explosão que os lança no espaço. No vazio, sem conseguirem contacto com a sua equipa de controlo em Houston, os dois vão lutar pela sobrevivência. E, ao mesmo tempo que lidam com traumas que marcaram as suas vidas, eles procuram reinventar-se num cenário que deixa pouco lugar à esperança... George Clooney e Sandra Bullock dão vida às duas personagens, as únicas ao longo de todo o filme. Com realização do mexicano Alfonso Cuaron e banda sonora de Steven Price, este intenso "thriller" psicológico de ficção científica abriu, fora de competição, a edição de 2013 do Festival de Veneza. [ Público ]

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

27 Fevereiro 2014

Quinta-feira - Sessão #1220
21h45 Auditório Municipal

O Passado

O Passado - Le Passé (2013)
de Asghar Farhadi
com Bérénice Bejo, Tahar Rahim, Ali Mosaffa
130 min, França/Itália
Drama, M/12
crítica: TheGuardian, Slant, Público, ÀPaladeWalsh

O Passado

sinopse:
O iraniano Ahmad (Ali Mosaffa) regressa ao subúrbio parisiense de Sevran para, após quatro anos de separação, finalizar o divórcio da sua mulher, Marie (Bérénice Bejo) e reencontrar as duas filhas dela. Quando chega, descobre que Marie se envolveu com um homem árabe chamado Samir (Tahar Rahim), cuja mulher se encontra em coma. A situação complica-se porque Lucie (Pauline Burlet), a filha mais velha de Marie, não só se recusa a aceitar a presença de um estranho como acredita que a sua própria mãe é culpada do estado da mulher de Samir. Ahmad chega no momento em que a relação entre mãe e filha se deteriora cada vez mais. O encontro resulta assim num reviver de dramas familiares do passado que se concretizam no presente e deixam as personagens perante dilemas morais que põem em causa o seu futuro. E existe ainda um segredo que, se revelado, pode mudar a vida de todos...  Um filme dramático realizado pelo iraniano Asghar Farhadi ("Uma Separação"). Nomeado para o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, "O Passado" foi também seleccionado para representar o Irão - mesmo tendo sido rodado em Paris e em francês - como candidato à nomeação para o Óscar nessa categoria. [ PÚBLICO ]

20 Fevereiro 2014


Quinta-feira - Sessão #1219
21h45 Axis Vermar Hotel
sessão inserida no Correntes d'Escritas 2014

Autografia

Autografia (2004)
de  Miguel Gonçalves Mendes
vencedor Melhor Documentário português no DocLisboa 2004
site oficial: http://www.jumpcut.pt/home_pt.htm

sinopse:
Com este documentário pretende-se retratar não o poeta e pintor Mário Cesariny mas sim a sua vida, o seu percurso e a sua individualidade. Como espaço de acção privilegiou-se o seu quarto, por ser actualmente a base da sua criação e da sua intimidade. É aqui que resiste tudo o que não se perdeu.

Sendo este um trabalho que vive sobretudo das questões colocadas (ausentes) e das respectivas respostas, optou-se por assumir como fio condutor um dos seus poemas - autografia - que servirá de mote, através da sua análise para as questões intencionadas, de modo a que o filme assuma um carácter initimista, estabelecendo-se um diálogo entre quem o vê e quem é retratado. Neste documentário/registo existem vários planos: o de análise do poema; o das respostas; o do seu trabalho (exposto na sua intimidade) e o da nossa própria interpretação; uma espécie de respigar/reciclar de citações e de conteúdos que acabam por nos permitir uma apropriação de Mário Cesariny. [ o realizador, Miguel Gonçalves Mendes]

13 Fevereiro 2014

Quinta-feira - Sessão #1218
21h45 Auditório Municipal

Like Someone In Love

Like Someone In Love (2012)
de Abbas Kiarostami
com Rin Takanashi , Tadashi Okuno, Ryo Kase
109 min, França/Japão
Drama, M/12
selecção Oficial Festival Cannes 2012
crítica: RogerEbert.com, AV Club, EyeForFilm, Slant, Público, ÀPaladeWalsh

Like Someone In Love

sinopse:
Akiko (Rin Takanashi) é uma jovem japonesa que secretamente se prostitui para pagar os estudos universitários. Ninguém, nem mesmo o seu namorado Noriaki (Ryo Kase), sabe desta actividade. E ela protege esse segredo não apenas pelo medo do julgamento, mas também pela sua própria dificuldade em lidar com a situação. Um dia, conhece Takashi Watanabe (Tadashi Okuno), um velho professor catedrático, que se torna seu cliente regular e é, em todos os aspectos, a absoluta antítese de Noriaki. É assim que, inesperadamente, Akiko se começa a sentir dividida entre um namorado jovem, mas rude e ignorante, e um velho amável com quem consegue uma partilha intelectual que a faz sentir-se viva e, acima de tudo, respeitada. Um filme totalmente falado em japonês, com argumento e realização do iraniano Abbas Kiarostami ("O Sabor da Cereja ", "Através das Oliveiras", "O Vento Levar-nos-á", "Shirin", "Cópia Certificada"), sobre a relação inesperada entre uma jovem prostituta e um velho senhor durante apenas 24 horas. [ PÚBLICO ]

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

6 Fevereiro 2014

Quinta-feira - Sessão #1217
21h45 Auditório Municipal

Hannah Arendt

Hannah Arendt (2012) de Margarethe von Trotta
com Barbara Sukowa, Axel Milberg, Janet McTeer
113 min, Alemanha/França
Drama/Biografia, M/12
crítica: NYTimes, TheGuardian, SlantPúblico

Hannah Arendt

sinopse:
Hannah Arendt (1906-1975), filósofa e jornalista judia, exilou-se nos EUA em 1941, após a fuga do campo de concentração de Gurs, durante os anos negros da Segunda Grande Guerra.  Em 1951, obteve cidadania norte-americana e nesse mesmo ano foi publicado o seu livro "As Origens do Totalitarismo". Esta obra tornou-se um clássico dentro da comunidade intelectual e lançou a sua carreira nos Estados Unidos. Em 1961, deslocou-se a Jerusalém para cobrir o julgamento do criminoso de guerra nazi Adolf Eichmann para a revista "The New Yorker" e o seu artigo, publicado em cinco partes, teve um enorme impacto mediático. As suas ideias foram alvo de críticas violentíssimas quer pela descrição dos conselhos judaicos, quer pela exposição da personalidade de Eichmann. Porém, a obra seguinte, "Eichmann em Jerusalém: Uma reportagem sobre a banalidade do mal", alcançou um lugar de destaque e grande respeito, ainda que sempre controverso, na maior parte dos debates acerca do Holocausto. Esse livro é hoje tido como uma das suas obras mais importantes. Este filme, realizado por Margarethe von Trotta ("A Honra Perdida de Katharina Blum") é o retrato de um génio incompreendido, de alguém que se atreveu a fazer uma reflexão sobre o Holocausto de um modo absolutamente inovador e que, mesmo sob duras críticas, se manteve fiel às suas convicções. [ PÚBLICO ]