segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Programação Janeiro 2016

7 Janeiro
Montanha (2015)
de João Salaviza

Montanha (2015) de João Salaviza

14 Janeiro
As Sufragistas - Suffragette (2015)
de Sarah Gavron

As Sufragistas - Suffragette (2015) de Sarah Gavron

21 Janeiro
Minha Mãe - Mia Madre (2015)
de Nanni Moretti

Minha Mãe - Mia Madre (2015) de Nanni Moretti

28 Janeiro
Que Horas Ela Volta? (2015)
de Anna Muylaert

Que Horas Ela Volta? (2015) de Anna Muylaert


28 Janeiro 2016

Quinta-feira - Sessão #1296
21h45 Cine-Teatro Garrett

Que Horas Ela Volta? (2015) de Anna Muylaert

Que Horas Ela Volta? (2015)
de Anna Muylaert
com Regina Casé, Camila Márdila, Karine Teles, Lourenço Mutarelli, Michel Joelsas, Helena Albergaria
112 min, Brasil
Drama, M/12
prémio do Público Festival de Berlim
prémio do Júri Festival Sundance
crítica: Slant, EyeForFilm, Público [JM], Público [LMO], DN, DN

Que Horas Ela Volta? (2015) de Anna Muylaert

sinopse:
Val deixou a cidade de Pernambuco (Brasil), para ir trabalhar como empregada doméstica em São Paulo. Para se sustentar e poder enviar dinheiro, deixou Jéssica, a filha ainda pequena, para ser criada com os avós. Durante 13 longos anos, ela vive afastada da família, dedicando-se totalmente a educar e criar Fabinho, o filho dos patrões. É então que Jéssica, já quase mulher, lhe pede para ir para São Paulo para fazer os exames para ingressar na universidade. Os patrões de Val, contentes com a notícia, insistem para que a rapariga fique em sua casa. Porém, a chegada dela vem pôr em risco o equilíbrio que até aí existiu entre a submissão cega da empregada e o poder do dinheiro… Um filme dramático sobre a diferença de classes no Brasil que conta com realização e argumento da brasileira Anna Muylaert (“É Proibido Fumar”, “Chamada a Cobrar”). Depois da passagem pelo Festival de Cinema de Sundance (onde recebeu o Prémio do Júri) e pelo Festival de Berlim (onde arrecadou o Prémio do Público), “Que Horas Ela Volta?” é o candidato brasileiro à nomeação para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro na 88.ª edição dos Óscares. [ PÚBLICO ]


21 Janeiro 2016

Quinta-feira - Sessão #1296
21h45 Cine-Teatro Garrett

Minha Mãe - Mia Madre (2015) de Nanni Moretti

Minha Mãe - Mia Madre (2015)
de Nanni Moretti
com Margherita Buy, John Turturro, Giulia Lazzarini, Nanni Moretti, Beatrice Mancini
107 min, Itália / França
Drama, M/12
Selecção Oficial Festival Cannes 2015
crítica: Sight and Sound, SlantPúblico [LMO], Público [JM], DN, DN, ÀPaladeWalsh

Minha Mãe - Mia Madre (2015) de Nanni Moretti

sinopse:
Margherita é uma realizadora de sucesso que se prepara para iniciar as filmagens da sua mais recente obra. O novo filme conta com Barry Hughins, uma estrela conhecida internacionalmente, tanto pelos papéis que desempenha, como pelo seu feitio irascível. Ela sente-se assoberbada pelas expectativas dos seus colegas de profissão e do público e por tudo o que lhe é exigido durante as rodagens. Paralelamente a isso, em termos pessoais, ela está a atravessar um momento particularmente difícil: terminou a relação com o seu companheiro de anos, a sua única filha está em plena crise de adolescência e a mãe encontra-se internada num hospital, gravemente doente. O seu único apoio é Giovanni, o irmão, com quem mantém uma relação constante e de grande proximidade...
Com assinatura do italiano Nanni Moretti (“Querido Diário”, “Abril”, “O Quarto do Filho”, “Habemus Papam – Temos Papa”), um melodrama contido sobre as crises existenciais contadas a partir de três gerações de mulheres. O elenco conta com a participação de Margherita Buy, John Turturro, Giulia Lazzarini e, como sempre nos seus filmes, o próprio realizador. [ PÚBLICO ]

MINHA MÃE, um filme de NANNI MORETTI from Leopardo Filmes on Vimeo.

14 Janeiro 2016

Quinta-feira - Sessão #1295
21h45 Cine-Teatro Garrett

As Sufragistas - Suffragette (2015) de Sarah Gavron

As Sufragistas - Suffragette (2015)
de Sarah Gavron
com Helena Bonham Carter, Carey Mulligan, Meryl Streep, Ben Whishaw
106 min, GB / França
Drama, M/12
crítica: NY Times, Slant, TheGuardian

As Sufragistas - Suffragette (2015)

sinopse:
Início do século XX. Apoiadas pelos conceitos iluministas de igualdade e liberdade, as mulheres passaram a reivindicar o direito de participação na política e a exigir leis mais justas que as incluíssem nas decisões parlamentares. Apesar do importante papel social, principalmente no que se refere à educação, até então elas nunca eram vistas como capazes de escolher os governantes. No Reino Unido, o movimento começou com a fundação da União Nacional pelo Sufrágio Feminino. De modo a expor as leis sexistas e mudar a forma como eram olhadas, um grupo de mulheres da classe operária juntam as suas vozes à de Emmeline Pankhurst, uma mulher à frente do seu tempo que há muito lutava pelos direitos das mulheres. Assim, desistindo do protesto pacífico de simples manifestações de rua ou greves de fome que nunca as levou a lado algum, estas mulheres desafiam o Estado e partem para formas de luta cada vez mais radicais, enfrentando tudo em prol da igualdade de direitos e oportunidades… Com realização de Sarah Gavron (“Brick Lane”) segundo um argumento de Abi Morgan, um filme dramático sobre um importante momento da História que conta com a participação de Carey Mulligan, Helena Bonham Carter, Meryl Streep, Ben Whishaw, Brendan Gleeson e Anne-Marie Duff. [ PÚBLICO ]

7 Janeiro 2016

Quinta-feira - Sessão #1294
21h45 Cine-Teatro Garrett

Montanha (2015) de João Salaviza

Montanha (2015)
de João Salaviza
com Carloto Cotta, Maria João Pinho, Rodrigo Perdigão, David Mourato, Ema Tavares, Cheyenne Domingues
90 min, Portugal
Drama, M/12
Selecção Oficial Festival Veneza 2015
entrevista: Visão
crítica: Público [VC], Público [LMO], ÀPaladeWalsh, DN

Montanha (2015) de João Salaviza

sinopse:
É Verão em Lisboa. David, de 14 anos, foi criado com a mãe e o avô. Quando o velho senhor fica gravemente doente e é hospitalizado, a mãe decide passar lá as noites, esperando o momento da inevitável morte. David recusa-se a entrar no hospital ou a encarar a possibilidade da partida do homem que o criou. O vazio pela falta do avô e da mãe obriga o rapaz a tornar-se o homem da casa e a entrar precocemente na idade adulta... Estreado no Festival de Cinema de Veneza, um filme sobre as dores do crescimento que marca a estreia de João Salaviza na longa-metragem depois de “Arena” (2009, Palma de Ouro em Cannes), “Cerro Negro” (2011) e Rafa (2012, Urso de Ouro em Berlim). [ PÚBLICO ]

sábado, 26 de dezembro de 2015

Separador Vídeo Octopus

O Cineclube Octopus celebrou no mês de Outubro mais um aniversário (a primeira sessão aconteceu a 15 de Outubro de 1983), e para festejar os 32 anos de actividade do Cineclube, inauguramos nas últimos semanas três separadores-vídeo, que a partir de agora serão exibidos alternadamente antes de cada filme.

1)


 2)



3)