sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Programação Dezembro

6 Dezembro
Cosmopolis
de David Cronenberg

Cosmopolis

13 Dezembro
Há Lodo no Cais
de Elia Kazan

Há Lodo no Cais

20 Dezembro
As Linhas de Wellington
de Valeria Sarmiento

As Linhas de Wellington

27 Dezembro
Oslo, 31 de Agosto
de Joachim Trier

Oslo, 31 de Agosto

27 Dezembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1183
21h45 Auditório Municipal

Oslo, 31 de Agosto

Oslo, 31 de Agosto - Oslo, 31. august (2011)
de Joachim Trier
com Anders Danielsen Lie, Hans Olav Brenner, Ingrid Olava
95 min, Noruega
selecção Un Certain Regard no Festival Cannes 2011
crítica: EyeForFilm, Slant, ÀPaladeWalsh, EspalhaFactos, Sombra, Público

Oslo, 31 de Agosto

sinopse:
Anders é um toxicodependente numa clínica de recuperação. No dia 30 de Agosto, como teste à sua reintegração, passa um dia inteiro em Oslo, longe da protecção e segurança da clínica. Assim, depois de visitar Thomas, um dos seus amigos mais próximos, vai a uma entrevista de emprego onde, num momento de fraqueza, se assume como drogado e incapaz de regressar à normalidade. De seguida, vagueia pelas ruas, encontrando várias pessoas do seu passado que o ajudarão a perceber onde chegou. Contudo, apesar dos seus 34 anos, Anders perdeu o gosto pela vida e sente que, independentemente do que possa fazer, já nada poderá voltar a ser como dantes. [ Público ]


20 Dezembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1182
21h45 Auditório Municipal

As Linhas de Wellington

 As Linhas de Wellington (2012)
de Valeria Sarmiento
com Nuno Lopes, Soraia Chaves, John Malkovich, Carloto Cotta, Mathieu Amalric
135 min, Portugal/França
crítica: TheGuardian, Slant, IndieWire, ReverseShot, Público

As Linhas de Wellington

sinopse:
Setembro de 1810. As tropas de Napoleão Bonaparte invadem Portugal. Com os ingleses como aliados, o Exército português, chefiado pelo general Wellington, desenvolve um plano engenhoso para deter as forças imperiais gaulesas e proteger Lisboa: uma retirada das tropas a fim de atrair o inimigo a Torres Vedras onde, em segredo, tinham sido construídas várias fortificações intransponíveis. Esta operação implicou também a evacuação da população civil, resultando num gigantesco êxodo. E é assim que um enorme grupo de pessoas, soldados e civis, de todos os estratos sociais e idades, seguem caminho rumo a sul. No entanto, se alguns seguem animados por um sentimento patriótico, outros, aproveitam a confusão para roubar e enganar. Este filme começou por ser um projecto pessoal do realizador Raoul Ruiz. Porém, depois da sua morte a 19 de Agosto de 2011, já em fase de pré-produção, foi Valeria Sarmiento, a sua viúva, quem completou o trabalho. [ Público ]

13 Dezembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1181
21h45 Auditório Municipal

Há lodo no cais


Há Lodo No Cais - On the Waterfront (1954)
de Elia Kazan
com Marlon Brando, Eva Marie Saint, Karl Malden
108 min, EUA
Vencedor 8 Oscares, incluindo melhor filme, actor, realizador, argumento.
crítica: RogerEbert, NY Times, ReelViews

Há Lodo No Cais

sinopse:
Filmado durante o período em que o macartismo dominava a produção cinematográfica dos EUA, “Há Lodo no Cais” conta a história de Terry Malloy (Marlon Brando), um estivador das docas de Nova Iorque que entra em conflito aberto com um sindicato que tem estreitas ligações ao mundo do crime. Apesar de ser considerada uma das melhores obras de Kazan, tendo recebido oito dos dez Óscares para que foi nomeado, o filme despertou acesa polémica: há quem defenda que o realizador tentou passar subliminarmente a mensagem de que, em certas circunstâncias, trair os colegas é a atitude mais correcta, procurando desta forma justificar as denúncias que ele próprio fez, num período da história do cinema americano que ficou conhecido como a “caça às bruxas”. [ Público ]

6 Dezembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1180
21h45 Auditório Municipal

Cosmopolis

Cosmopolis - Cosmopolis (2012)
de David Cronenberg
com Robert Pattinson, Juliette Binoche, Samantha Morton, Paul Giamatti
109 min, EUA
Selecção Oficial Festival Cannes 2012
crítica: RogerEbert, Slant, Guardian, Público

Cosmopolis

sinopse:
Eric Packer (Robert Pattinson) é um jovem e atraente multimilionário nova-iorquino. O filme segue o seu percurso durante 24 horas consecutivas, onde percorre a cidade que nunca dorme em busca de algo que o salve do tédio absoluto em que vive. Ao mesmo tempo, a bolsa atravessa um momento de crise sem precedentes. E Eric nunca poderia imaginar que, em menos de um dia, perderia toda a sua fortuna.
Realizado por David Cronenberg, a partir de um romance de Don DeLillo, conta com produção de Paulo Branco e interpretação do actor Robert Pattinson à frente de um elenco que inclui Paul Giamatti, Juliette Binoche, Mathieu Amalric e Samantha Morton. O filme está em estreia absoluta no Festival de Cannes, onde compete pela Palma de Ouro. [ Público ]

terça-feira, 13 de novembro de 2012

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Venda de cartazes de filmes

Meia-Noite em Paris

 Venda de cartazes de filmes - listas actualizadas

Caros(as) sócios(as), amigos(as) e simpatizantes do Cineclube Octopus,

Podem consultar nos seguintes ficheiros as listas actualizadas dos cartazes dos filmes:
70x100 - lista
21x30 (a4) - lista


Os cartazes têm a dimensão média de 70x100 cm e, em função do seu estado de conservação, poderão ser adquiridos pelos seguintes valores:
razoável estado de conservação: 3€
bom estado de conservação: 5€


Para além desses cartazes, o Cineclube disponibiliza uma outra lista de cartazes promocionais de vários filmes, em formato A4 (21x30cm), que poderão ser adquiridos pelo seguinte valor:
bom estado de conservação: 2€
 
Os interessados poderão consultar as listas e solicitar via e-mail os cartazes pretendidos, que serão entregues pessoalmente numa qualquer sessão do Cineclube que, como sabem, se realiza todas as quintas férias, às 21h45, no Auditório Municipal da Póvoa de Varzim.





contacto: cineclube.octopus@gmail.com

O Cineclube sugere e agradece que divulguem junto dos vossos contactos pessoais.
Desde já, obrigado a todos os interessados.

A Direcção do Cineclube Octopus

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Novembro 2012

1 Novembro
Amigos Improváveis
de Olivier Nakache, Eric Toledano

8 Novembro
Bonsai
de Cristián Jiménez

Bonsai

15 Novembro
Era uma vez na Anatólia
de Nuri Bilge Ceylan

Era uma vez na Anatólia

22 Novembro
não há sessão

29 Novembro
Procurem Abrigo
de Jeff Nichols

Procurem Abrigo

29 Novembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1179
21h45 Auditório Municipal

Procurem Abrigo

Procurem Abrigo - Take Shelter (2011)
de Jeff Nichols
com Michael Shannon, Jessica Chastain, Shea Whigham
120 min, EUA
vencedor prémio da crítica Festival Cannes
crítica: RogerEbert, Slant, EyeForFilm, Público

Procurem Abrigo

sinopse:
Curtis (Michael Shannon) é um homem grato pelo que a vida lhe reservou: casou com a mulher que ama (Jessica Chastain), tem um emprego razoável e uma filha que, apesar da sua surdez, é uma criança alegre e cheia de vida. Tudo se altera quando, sem razão que o justifique, começa a ter um pesadelo recorrente onde uma tempestade cataclísmica destrói tudo à sua volta. Obcecado com a segurança, decide construir, em segredo, um abrigo para si e para a sua família. Porém, incapaz de controlar o pânico torna-se, a cada dia que passa, de mais difícil convivência, deixando todos à sua volta preocupados e ressentidos com o seu comportamento. Consciente da sua obsessão e da possibilidade de tudo ser resultado de graves alucinações da sua mente, Curtis luta entre duas possibilidades: uma tempestade colossal para a qual nenhum deles está preparado e que os levará à morte e a sua própria esquizofrenia. Escrito e realizado por Jeff Nichols ("Histórias de Caçadeiras"), o filme ganhou o prémio 50th Critics' Week Grand Prix e Fipresci na edição de 2011 do Festival de Cannes. [ Público ]

15 Novembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1178
21h45 Auditório Municipal

Era uma vez na Anatólia

Era uma vez na Anatólia - Bir zamanlar Anadolu'da (2011)
de Nuri Bilge Ceylan (Climas, Os Três Macacos)
com Muhammet Uzuner, Yilmaz Erdogan, Taner Birsel
150 min, Turquia
vencedor prémio do Júri Festival Cannes
crítica: RogerEbert, Slant, EyeForFilm, Público

Era uma vez na Anatólia

sinopse:
Na cidade de Keskin, Turquia, uma caravana - da qual fazem parte advogados, coveiros, polícias e um médico legista - segue pelas estepes da Anatólia em busca de um corpo. Kenan, suspeito do homicídio, guia aqueles homens pela região tentando recordar-se do local onde sepultou o corpo. Diz que estava alcoolizado, que está confuso. Até que, depois de uma longa e exaustiva viagem, encontram o lugar que procuravam. O dia desperta, a vítima é recolhida e autopsiada ao mesmo tempo que a esposa do falecido chega para reconhecer o corpo. E é então que a causa e o motivo do crime são revelados. Realizado pelo turco Nuri Bilge Ceylan ("Os Três Macacos", "Uzak - Longínquo"), o filme foi um dos vencedores do grande prémio do júri no Festival de Cannes de 2011, ex aequo com "O Miúdo da Bicicleta", de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne. Ceylan viu o seu nome indicado para a Palma de Ouro. [ Público ]

8 Novembro 2012

Quinta-feira - Sessão #1178
21h45 Auditório Municipal

Bonsai

Bonsai - Bonsái (2011)
de Cristián Jiménez
com Diego Noguera, Nathalia Galgani, Gabriela Arancibia
95 min, Chile
Selecção Un Certain Regard Festival Cannes
crítica: Slant, EyeForFilm, Público

Bonsai

sinopse:
Julio e Emilia (Diego Noguera e Natalia Galgani) são dois estudantes de literatura que se conhecem numa festa em Valdivia, no Sul do Chile. Julio diz a Emilia que leu Marcel Proust. Emilia diz a Julio que também o leu. Apesar de ambos serem apaixonados por literatura, mentiram. Com o tempo vivem uma intensa relação de amor e sexo, sempre precedido por longas leituras. Um dia deparam-se com o conto "Tantalia", de Macedonio Fernández, sobre um casal apaixonado que usa um bonsai como símbolo da sua relação. Essa comovente história deixa-os profundamente abalados pois é exactamente nesse momento que pressentem o fim da sua própria relação. Oito anos passaram. Julio conhece Blanca (Trinidad Gonzalez)... Realizado por Cristián Jiménez depois de "Optical Illusions" (2009), um filme dramático inspirado no livro "Bonsai", a aclamada primeira obra do chileno Alejandro Zambra. [ Público ]